sexta-feira, novembro 30, 2007

Trono e altar

Nos preparativos finais para as eleições de Domingo, somam-se intervenções laudatórias de Vladimir Putin nos vários meios de comunicação social, com destaque para a televisão. Um dos apoios do actual presidente é o clero ortodoxo que, através do director de relações externas do patriarcado de Moscovo, veio afirmar, entre outras coisas, que "existem valores acima da liberdade e da democracia" e que "a Igreja rejeita a ideia de que os direitos humanos prevalecem sobre os interesses da sociedade (disponível no P2 do Público).

2 comentários:

Max disse...

É giro reparar como, em Moscovo, os membros do Patriarcado ortodoxo russo se passeiam em carros luxuosos, devidamente escoltados e protegidos pelos FSB...

Pedro Fontela disse...

É normal... É mais um instrumento de propaganda na máquina do czar. E os padres enfim... sempre foram funcionários do Império e isso nunca mudou no estado Russo em qualquer das suas encarnações.