segunda-feira, outubro 05, 2009

A um ano do centenário - Viva a República!




8 comentários:

editor69 disse...

Então mas em que é que ficamos...
se a ditadura como diz Soares não foi república...subtraia-se 48 anos e este centenário só celebra 52 anos...
um pouco estranho e descabido digmos!
Não?

Anónimo disse...

Um dia ides morrer às minhas mãos, cães republicanos !

Maria Rebelo disse...

A 771 de igualar a monarquia. Duvido que consiga though.

Cumprimentos
Maria Rebelo

Relvas disse...

Srs. Comentadores,
Não se tratem não, que não é preciso...

Anónimo disse...

Para você mesmo, diga o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (JMCO).

Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes)...

Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (nove vezes)...

Nossa senhora do desterro, desenterre (JMCO) de onde estiver ou com quem estiver e faça ELE passar a odiar e ter nojo de (ODRM), desenterre tudo que esta impedindo que (JMCO) odeie (ODRM), afaste (ODRM) de (JMCO), que ELE não tenha pensamentos para outras coisas e amigos e sim para mim, pense em mim, me telefone e me ame. Confio no seu poder e sei que serei atendida. Amém.

Nossa senhora do desterro, desenterre (JMCO) de onde estiver ou com quem estiver e faça ELE odiar e sentir muito nojo de (ODRM), desenterre tudo que esta impedindo que (JMCO) pegue nojo de (ODRM), afaste todas amigas, que ELE não tenha pensamentos para outras coisas e amigas, e sim para mim, que (JMCO) só pense em mim, de dia e de noite, me telefone e me ame. Confio no seu poder e sei que serei atendida.

Amarra este Homem, Amarra este Homem, Amarra este Homem, para mim e somente para mim, (JMCO) te prendo e te amarro tua alma, teu espírito e teu corpo, as forças te trarão chorando aos meus pés, tu não hás de comer, tu não terás sossego se não mandares (ODRM) embora e odiar ela.

Te prendo (JMCO) com toda força, Amarrado a mim, Dominado por mim, você Odiará (ODRM) e terá nojo dela, tanto ódio que nunca mais irá procurá-la, que nunca mais queira estar perto dela. (JMCO) que nenhuma outra mulher te interessará, tu terás pensamento só em mim, meu amor por ti será tudo!

Socorro!!! SALVE RAINHA DO CRUZEIRO, Imploro-te com toda a minha força, traga (JMCO) de volta imediatamente, que (JMCO) me mande mensagem, me ligue, me procure, me ame loucamente, não tenha vontade de fazer mais nada enquanto não ligar para mim, me procurar e queira me amar e estar comigo sempre, que (JMCO) sinta saudades de mim, como eu estou sentindo Dele neste momento. Prometo publicar esta oração sete dias seguidos, todos os dias, pois sei MINHA SALVE RAINHA DO CRUZEIRO que sua bondade é grande. Amém.

Nuno Castelo-Branco disse...

Fizeram bem. A "um ano do centenário", desistiram da comemoração, não postando mais. Sinal de vergonha. Bom sinal.

Pedro Delgado Alves disse...

Caro Nuno Castelo-Branco,

Não fique esperançado com a nossa cessação de actividade, que por estes lados não temos vergonha da República, nem dos seus valores e realizações. Não somos acefalamente hagiográficos em relação ao período da I República, mas muito menos seremos revisionistas quanto às suas realização e quanto ao que representou a proclamação da República no percurso emancipatório desencadeado em 24 de Agosto de 1820 e apenas retomado plenamente a 25 de Abril de 1974.

Mais do que isso, acreditamos na liberdade, igualdade e fraternidade como elementos indispensáveis a uma sociedade democrática e inclusiva, que recusa privilégios de nascimento e trata todos e todas como cidadãos com igual dignidade, quer no plano jurídico, quer no plano social.

Se a Boina fechou, e simbolicamente o fez no dia 5 de Outubro de 2009, às múltiplas tarefas profissionais e cívicas dos seus autores tal se deveu. Continuamos a mobilizar o nosso empenho republicano por outras bandas e, caso um dia a oportunidade apareça, retomaremos este modesto espaço de reflexão.

Já o Nuno, tendo disponibilidade para o efeito, poderia procurar mascarar de forma mais clara o seu desconforto com o regime republicano e o saudosismo de outros tempos e, ao invés de provocações infantis e deselgantes, dedicar-se a participar construtivamente na blogosfera.

Menos fel e mais ideias é uma combinação que não fica mal a ninguém.

Aproveite bem as Comemorações.
Viva República!

Manuelinho disse...

"ao invés de provocações infantis e deselgantes, dedicar-se a participar construtivamente na blogosfera" - que hostilidade. Terá o anterior comentador tocado num ponto assim tão sensível?

Dão-se alvíssaras, de resto, a quem conseguir definir o que são os tais "valores republicanos" ou a "ética republicana" com que as bacocas múmias do regime (Soares, Alegres, Almeidas Santos) enchem a boca, sem que jamais alguém haja concretizado o que entende por esses conceitos - vagos e indeterminados, por certo.

Quanto ao percurso emancipatório, não deixa se ser curioso que o mesmo seja o coroar de uma longa decadência da nação portuguesa, que vem desde o século XVI-XVII e jamais as sucessivas emancipações tenham feito seja o que for para reverter tal tendência - até a sublinharam, de resto.

cumprimentos