terça-feira, julho 08, 2008

Corte itinerante

O Eng.º Duarte Bragança vai fazer "monarquias abertas". Até parece que leva uma pequena corte em itinerância e que vai assinar protocolos com entidades locais. Da minha parte, estou especialmente curioso em saber qual a entidade signatária que o senhor representa, qual o conteúdo dos protocolos e, particularmente, qual o critério adoptado para a celebração de acordos com as instituições públicas referidas na notícia, a saber, a UBI, a Escola Superior Agrária de Castelo Branco, ou a Direcção Regional de Agricultura.


Enquanto cidadão com as mesmas faculdades e direitos do senhor Eng.º Bragança, sinto-me inspirado em organizar algo parecido - só ainda não me decidi se vai ser um bonapartismo aberto ou uma xogunato aberto (sonhar por sonhar, porque não ser mais exótico?).

1 comentário:

mr. macphisto disse...

O homem anets de ser engenheiro já era "dom". Sempre foi tratado como tal, logo fica mal essa pequena provocaçãozinha...Eu sei que como republicano fidedigno e canino que és, tudo o que cheire a monarquia toca a malhar (umas vezes de forma séria, outras vezes de forma irónica). Fazendo a República 100 anos este ano, por contraponto com os 700 (ou aproximados) anos de monarquia que leva este país, acho que todos nós republicanos deveríamos ter um bocadinho mais de elevação, e não falar da Monarquia com o desrespeito com que muitas das vezes se fala.